quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Soneto da maior tristeza

Meu coração não sabe mais
Por quais veredas me deixar levar
Por qual sorriso me encantar
E tudo o que posso sentir.

Meu coração odeia e ama
Simultaneamente
Integra e separa
Em múltiplas combinações.

Ontem ele amou demais
Hoje ele sofre demais
E o amanhã não foi previsto.

Apenas me desfaço
Nas lembranças efêmeras
De uma felicidade dúbia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário