sábado, 28 de abril de 2012

Redefinindo os sentidos.


Nem sempre é possível ter tudo o que se têm
Fingir pode ser costumeiro diante de uma realidade
Qualquer...

Nem sempre é fácil desfazer uma revolta
Fugir será tardio quando nada funciona em uma vida
Sequer...

Medo de tentar o intransponível
Traz-me contentamento enquanto sem esperar nada
E atravesso os seus dias.

Posso me acostumar com isso
Sem almejar nenhum futuro em construção
Redefinindo os sentidos.

Uma nova estória será escrita
Com páginas em branco e até capítulos rasgados
Sobrevivendo em versos.