quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Hoje eu acordei com vontade de morrer.

Hoje eu acordei com vontade de morrer


Sem muito drama

A tragédia não me corresponde

Um único suspiro e tchau.



Não haveria lágrimas e com certeza

Levariam alguns dias para descobrir

Meu corpo parecendo amanhecido

E gélido.



Hoje eu acordei com vontade de morrer

Queria alguém para contar os meus sonhos

Uma pessoa que me visitasse por prazer

E apenas isso.



Madrugaria ao seu lado e bem

Fumaríamos cannabis

Beberíamos vinho

Mas não há ninguém.



Hoje eu acordei com vontade de morrer

Saudade da minha mãe e de falar

Com qualquer pessoa que seja

Rir com amigos que não tenho



Dançaríamos a noite inteira

Viajaríamos pra uma floresta

Brincaríamos na praia

Seríamos crianças, enfim!



Hoje eu acordei com vontade de morrer

Me sinto sozinha demais

Abandonada demais

E não há nada que se possa fazer.



Uma tristeza voraz

Uma melancolia incansável

Nada me abstrai

Nada me fortalece



Hoje eu acordei com vontade de morrer

Enorme... e se for constante

Que seja o menos doloroso possível

O meu final ou começo, segundo dizem.



Hoje eu acordei com vontade de morrer

Preciso ir embora sem longas

Sem drama, sem sangue, sem pavor...

Hoje eu acordei com vontade de morrer